SCR

O que é Sistema de Informações de Crédito do Banco Central (SCR)?

O Sistema de Informações de Crédito do Banco Central (SCR) é um banco de dados sobre as operações e títulos com características de crédito e suas respectivas garantias contratados por pessoas físicas e jurídicas em instituições financeiras de todo o País. Quem pode consultar as informações? As informações do SCR podem ser consultadas pelo Banco Central do Brasil, pelas instituições financeiras que fazem parte do Sistema Financeiro Nacional (desde que com autorização específica dos clientes) e pelos próprios clientes.

 

Para que servem os dados disponíveis no sistema?

Os dados disponíveis no SCR servem para que o cliente acompanhe todas as informações a respeito das suas operações de crédito perante todas as instituições financeiras, inclusive a cooperativa de crédito à qual estiver associado. As instituições financeiras, por sua vez, têm como avaliar a capacidade de pagamento dos clientes, por meio dos dados do Sistema de Informações de Crédito do Banco Central. Assim, elas podem cobrar taxas de juros mais baixas nas operações que oferecem risco menor. As informações precisas e sistemáticas sobre as operações de crédito contratadas pelas instituições financeiras também servem para subsidiar o Banco Central do Brasil na tarefa de proteger os recursos depositados pelos cidadãos nas instituições financeiras. Quais informações constam no sistema? No Sistema de Informações de Crédito constam registrados detalhes de operações a partir de R$ 5 mil, como prazo de vencimento das parcelas, origem dos recursos, modalidade, variação cambial e garantia, entre outros. Todos os clientes são informados ao SCR? Não, as instituições financeiras são obrigadas a identificar apenas os clientes com responsabilidade total igual ou superior a R$ 5 mil, inadimplentes ou não.

 

A quem posso recorrer quando eu verificar inexatidão de dados a meu respeito?

Em primeiro lugar, você deve solicitar a retificação na instituição responsável pela informação. Caso não haja entendimento entre as partes, você pode registrar uma reclamação na Central de Atendimento ao Público do Banco Central. Em última instância, a instituição financeira responsável pelo lançamento considerado inexato pode ser questionada na esfera judicial.